Topo
Blog Entre Linhas

Blog Entre Linhas

Categorias

Histórico

Apple vai adotar o Mini Led em suas telas; mudança deve impactar custo

Guilherme Rambo

11/04/2019 04h00

Trata-se de uma tecnologia de transição que permitirá telas mais finas, com imagens de maior qualidade e baixo uso de energia. Além disso, a tecnologia é mais barata que a OLED

Sem dúvida, a parte mais importante de qualquer dispositivo eletrônico nos dias de hoje é a tela. Nós passamos muito tempo olhando pra ela, e quanto maior a qualidade, melhor.

Um dos aspectos mais importantes que definem uma tela de boa qualidade – dentro muitos – é a capacidade da tela de representar a cor preta. Nas telas LCD/LED tradicionais, mesmo as áreas da imagem totalmente pretas não ficam realmente pretas, já que a tecnologia se baseia em bloquear a luz para que ela não passe – e isso não é perfeito.

Já na tecnologia OLED, muito usada hoje em dia por fabricantes de celulares incluindo Apple, Samsung e outras, cada pixel da tela emite sua própria luz. Assim, basta desligar um pixel para que aquele ponto fique totalmente preto, garantindo um contraste excelente e uma aparência mais "de revista".

Mas a tecnologia OLED também tem seus problemas: a fabricação ainda é um processo muito caro, algumas cores de pixels tem uma vida útil menor que outras, o que pode causar mudanças na imagem com o passar do tempo e a "imagem fantasma" (burn-in) ocorre mais facilmente do que em outros tipos de tela. Além disso, as telas OLED são extremamente sensíveis ao contato com água, um problema considerável quando estamos falando de dispositivos móveis.

Micro LED

A Apple está trabalhando em seus laboratórios no desenvolvimento dos seus próprios displays com a tecnologia Micro LED. Essa tecnologia utiliza componentes diferentes das telas OLED que permitem o desenvolvimento de telas menores, mais finas e mais econômicas em termos de energia.

O problema é que as telas Micro LED ainda são muito difíceis de fabricar, mais difíceis de fabricar do que as telas OLED. O projeto, chamado internamente de T159, provavelmente ainda vai levar um bom tempo até produzir algo que chegue nas mãos dos consumidores.

Por conta disso, é natural que a empresa esteja buscando uma alternativa ao OLED para usar em seus produtos maiores, enquanto a Micro LED não atinge um nível de desenvolvimento suficiente para ser usada em produtos de consumo.

Mini LED

Considerando as dificuldades na produção em massa de telas com a tecnologia Micro LED, as empresas estão trabalhando com a tecnologia Mini LED, que pode ser considerada uma tecnologia de transição.

Embora os nomes sejam muito parecidos, as duas tecnologias são completamente diferentes. A tecnologia Mini LED emprega LEDs com tamanho de aproximadamente 100 micrômetros, o que faz com que ela seja um meio termo entre o LED tradicional e o Micro LED.

A fabricação em massa do Mini LED é mais fácil que do Micro LED. O produto final pode ser tão fino quanto as telas OLED e pode produzir imagens em vários tipos de HDR com baixa utilização de energia. Além disso, a tecnologia é mais barata que a OLED – o custo de um painel Mini LED é em torno de 70% do custo de um painel OLED equivalente.

Mini LED na Apple

Em um relatório recente, o analista Ming-Chi Kuo – famoso por suas revelações sobre a Apple – falou sobre os planos da empresa para o uso de Mini LED. Segundo Kuo, no final de 2019 a Apple deve lançar um novo monitor externo de 31,6 polegadas com resolução 6K.

Além disso, segundo o analista, a Apple também planeja introduzir um novo iPad e um novo MacBook Pro empregando a tecnologia entre o final do ano que vem e o início de 2021.

O novo monitor utilizaria a tecnologia apenas como sua luz de fundo, enquanto os demais utilizariam o Mini LED completamente – para os seus pixels. Este seria o motivo da chegada tardia dos outros produtos e do lançamento mais rápido do monitor.

A chegada do Mini LED na linha de produtos da empresa – e, mais pra frente, do Micro LED – deve animar aqueles que apreciam o alto contraste das telas OLED, mas gostariam de ter acesso à tecnologia em produtos maiores e por preços mais realistas.

Sobre o autor

Guilherme Rambo é programador desde os 12 anos. Especialista em engenharia reversa, é conhecido mundialmente por revelar os segredos da Apple antes mesmo dos anúncios da empresa, além de programar para as plataformas da empresa.

Sobre o blog

Dos segredos escondidos nos códigos da Apple às tendências do mundo da tecnologia, o blog Entre Linhas aborda semanalmente os temas mais interessantes e atuais do mercado tecnológico sob o ponto de vista do programador Guilherme Rambo.

Mais Blog Entre Linhas