Topo
Blog Entre Linhas

Blog Entre Linhas

Categorias

Histórico

iOS 13 chega hoje! Como saber se seu iPhone está preparado para o sistema

Guilherme Rambo

19/09/2019 04h00

É hoje! Após meses de testes, bugs, ajustes e atualizações, o iOS 13 será lançado para todos os usuários. A atualização chega com diversas novidades: modo escuro, novo app Buscar, app Atalhos mais poderoso, app Lembretes remodelado, e muito mais. Preparei este post com algumas dicas para você se preparar para essa atualização.

Dispositivos suportados

O primeiro passo é conferir se o seu aparelho é compatível com o iOS 13. A atualização de hoje é apenas para iPhones e iPod touch, o iPadOS, para os iPads, será lançado no dia 30.

Eis a lista dos aparelhos que receberão o iOS 13:

  • iPhone 11 Pro Max
  • iPhone 11 Pro
  • iPhone 11
  • iPhone XS
  • iPhone XS Max
  • iPhone XR
  • iPhone X
  • iPhone 8
  • iPhone 8 Plus
  • iPhone 7
  • iPhone 7 Plus
  • iPhone 6s
  • iPhone 6s Plus
  • iPhone SE
  • iPod touch (Sétima geração)

Portanto, se você ainda utiliza um iPhone 5s, iPhone 6 ou qualquer modelo anterior a eles, infelizmente ficará de fora da atualização. O iOS 12 – lançado no final do ano passado – ainda suporta esses aparelhos e deverá continuar recebendo atualizações de segurança por algum tempo. A Apple continua à frente de qualquer fabricante Android quando o assunto é atualização do sistema operacional, dando suporte a aparelhos de 2015 no iOS 13.

Caso seu aparelho seja suportado, a atualização aparecerá em Ajustes > Atualização de Software. Mas, antes de instalar, vale conferir se você – e seu aparelho – estão prontos para a atualização.

Compatibilidade de apps

Usuários de iPhone costumam atualizar o sistema operacional com bastante rapidez. O iOS 12 – lançado ano passado – tem mais de 80% de adoção. Isso faz com que desenvolvedores de aplicativos também os atualizem rapidamente, dando compatibilidade para o novo sistema.

Mesmo assim, desenvolvedores de algumas categorias de apps (como banco) são notoriamente mais lentos para atualizá-los, o que pode causar desde pequenas inconveniências visuais a até travamentos ou mesmo a impossibilidade de usar o app.

Portanto, se existe algum aplicativo muito importante para você – usado para trabalho, pagar contas, etc – vale conferir se ele funciona no iOS 13. Infelizmente, não existe uma forma muito prática de fazer isso, além de pesquisar para ver qual a experiência de usuários que estavam testando o beta.

Outra opção é ficar de olho na aba de atualizações da App Store e conferir a descrição das atualizações, verificando se falam algo a respeito de suporte ao iOS 13. Nos últimos dias, percebi que vários apps já lançaram atualizações informando suporte ao iOS 13. Estou usando a versão GM do iOS 13 há mais de uma semana e a maioria dos apps que uso no dia a dia estão funcionando normalmente.

Migrando para um novo aparelho

Caso você ainda esteja utilizando um aparelho que não receberá a atualização do iOS 13, talvez tenha decidido adquirir um novo para se manter atualizado. Ou quem sabe você vai viajar para comprar o novo iPhone 11. Em ambos os casos, é bem provável que queira fazer a transferência de todos os seus dados e aplicativos para o smartphone novo.

Primeiro, verifique que o aparelho atual está na versão do iOS mais recente suportada, para garantir que a restauração do novo será bem sucedida.

Existem diversas formas de fazer a migração para um novo dispositivo, cada uma com suas vantagens e desvantagens. Vamos a elas:

Backup no iTunes/Mac

A forma mais rápida – porém trabalhosa – de fazer a migração é fazendo um backup do seu aparelho atual no iTunes. Esse backup pode ser feito tanto no Mac quanto no iTunes para Windows. Basta conectar o iPhone ao computador com o cabo lightning para USB, abrir o iTunes, selecionar o iPhone na barra lateral e selecionar a opção "Fazer Backup Agora".

Se quiser que o backup seja bem completo, incluindo suas senhas salvas e outras informações sensíveis, é importante habilitar a opção de criptografar o backup, essa é a melhor forma de ter um backup realmente completo.

Vantagens: o backup mais completo possível, incluindo senhas e outros dados sensíveis, restauração mais rápida, não depende de internet rápida.

Desvantagens: precisa de um PC ou Mac com iTunes, cabo, realização do backup pode demorar, ocupa bastante espaço no computador.

Configuração rápida

Se você tem seu aparelho atual ainda configurado com sua conta do iCloud, pode utilizar a configuração rápida. Basta ligar o aparelho novo, aproximá-lo do atual e desbloquear seu aparelho atual. Uma interface aparecerá, oferecendo essa opção. A partir disso, basta seguir os passos na tela.

Essa opção fará a transferência das suas configurações, dados e aplicativos, restaurando a partir de um backup no iCloud. Após o término da configuração inicial, você já pode começar a usar o iPhone, mas dependendo da velocidade da sua conexão, a restauração pode demorar um tempo.

Vantagens: não requer computador, praticidade.

Desvantagens: requer internet rápida, pode demorar para finalizar a restauração.

Transferência direta

Com o iOS 12.4, a Apple introduziu uma nova forma de transferir os dados de um aparelho ao outro sem precisar de um backup no iCloud. No final da configuração do novo aparelho, uma tela oferece a opção de transferência direta, que pode ser feita sem fio, ou conectando um iPhone ao outro através do adaptador de lightning para USB-A (o mesmo usado para conectar câmeras no iPhone).

Essa opção não requer uma conexão rápida com a internet e nem espaço no iCloud para realizar um backup, pois os dados são transferidos diretamente de um aparelho ao outro.

Vantagens: não requer backup no iCloud, não requer internet rápida, praticidade.

Desvantagens: pode demorar para finalizar a restauração.

Qual delas usar?

Eu recomendo fazer o backup no computador para quem tiver essa possibilidade. Embora o processo inicial seja um pouco mais trabalhoso e demorado, após a restauração, seu novo aparelho estará exatamente do jeito que estava o anterior – especialmente se fizer o backup criptografado – assim você já pode começar a aproveitar o novo iPhone rapidamente.

Bateria

Uma pergunta que surge todos os anos com o lançamento de um novo iOS é sobre a vida útil da bateria. O quanto um novo sistema afeta a bateria do celular varia muito de acordo com o modelo, quais apps são usados e até mesmo a saúde da bateria.

Uma coisa que é importante ter em mente é que, logo após uma atualização grande como essa, existem diversos processos que são feitos em plano de fundo como atualizações de bancos de dados, migrações de dados, análise da biblioteca de fotos, entre outros. Esses processos todos consomem bastante processamento e bateria. Portanto, é normal a bateria durar menos no primeiro dia logo após uma atualização grande. O recomendado é deixar o aparelho conectado por algumas horas para que ele termine esses processos o mais rápido possível e o consumo de bateria volte ao normal.

Mas e o iOS 13.1?

Algumas novidades que estavam inicialmente previstas para o iOS 13.0 acabaram precisando de mais tempo para ficarem prontas, por isso a Apple removeu essas funcionalidades do iOS 13.0 e começou a trabalhar no iOS 13.1, que atualmente encontra-se em beta, tanto para desenvolvedores quanto público.

A previsão é de que o iOS 13.1 seja lançado no dia 30 de setembro, com essas novidades que ficaram de fora da 13.0 e correções de bugs. Se você não está com pressa para usar o iOS 13, talvez valha a pena esperar mais alguns dias e atualizar direto para a versão 13.1.

Para quem está no beta

Outra dúvida muito comum com o lançamento final de uma nova versão do iOS que esteve em beta por muito tempo é sobre como os usuários que estão atualmente no beta farão a instalação da versão final.

O recomendado é que, se você estiver rodando o iOS 13 beta, remova o perfil do seu aparelho (em Ajustes > Geral > Perfis). Assim que a versão final for lançada, você receberá a atualização normalmente e estará fora do beta.

Se você estiver rodando o iOS 13.1 beta, eu recomendo que continue nele até o dia 30 de setembro, pois voltar do iOS 13.1 beta para a versão final do iOS 13 pode causar dores de cabeça.

Conclusão: devo atualizar?

A não ser que você esteja usando um aparelho que não seja compatível com o iOS 13, ou que algum app muito importante para você tenha problemas conhecidos na nova versão, a recomendação é atualizar.

Atualizações não apenas introduzem novos recursos e correções de bugs, mas também trazem melhorias de segurança. Manter todos os seus aparelhos e apps sempre atualizados é uma boa forma de manter seus dados protegidos.

Sobre o autor

Guilherme Rambo é programador desde os 12 anos. Especialista em engenharia reversa, é conhecido mundialmente por revelar os segredos da Apple antes mesmo dos anúncios da empresa, além de programar para as plataformas da empresa.

Sobre o blog

Dos segredos escondidos nos códigos da Apple às tendências do mundo da tecnologia, o blog Entre Linhas aborda semanalmente os temas mais interessantes e atuais do mercado tecnológico sob o ponto de vista do programador Guilherme Rambo.

Mais Blog Entre Linhas