Topo
Blog Entre Linhas

Blog Entre Linhas

Categorias

Histórico

Fones de ouvido da Apple: qual o melhor para você?

Guilherme Rambo

24/10/2019 04h00

Os AirPods – lançados originalmente em dezembro de 2016 – se tornaram um ícone quase tão grande quanto os famosos fones de ouvido brancos da era do iPod. Mais recentemente, os fones sem fio viraram até meme nas redes sociais. Mas a Apple não vende apenas AirPods. A empresa também é dona da Beats, que tem uma vasta linha de fones de ouvido para todos os tipos de uso.

Se você está na dúvida sobre qual fone comprar, aqui vão umas dicas para escolher.

AirPods

Começando por eles, claro. Os AirPods estão atualmente na sua segunda geração e são oferecidos em duas variações: uma delas conta com um estojo que suporta carregamento sem fio e a outra somente com carregamento por meio do cabo Lightning. Uma dúvida comum é se o estojo com carregamento sem fio também pode ser carregado via cabo; sim, ele também conta com a porta Lightning.

Os fones de ouvido são completamente sem fio e podem ser usados individualmente (apenas no ouvido direito ou esquerdo) ou ao mesmo tempo, que é o uso mais comum. Quando a bateria deles chega nos 20%, eles emitem um sinal sonoro de aviso. Basta colocá-los no estojo para carregar.

Na minha experiência, AirPods relativamente novos terão uma duração de bateria de aproximadamente 5h para música e podcasts e um pouco menos para ligações. O carregamento deles no estojo é bastante rápido – em cerca de 15 minutos eles já carregam o suficiente para serem usados por horas. O estojo consegue carregar os AirPods diversas vezes sem precisar ser conectado à tomada.

A qualidade de áudio é bem similar à dos EarPods (versão com fio). A presença do chip H1 nos AirPods de segunda geração garante uma qualidade de áudio boa e latência baixa, sendo que a conexão com dispositivos como iPhones, iPads e Apple TVs é simples e rápida.

Eu recomendo os AirPods para quem precisa de fones de ouvido sem fio bons para usar no dia a dia e deixar no bolso, mas não precisa de nenhum recurso adicional como cancelamento de ruído ou resistência à água.

Vale o aviso que algumas pessoas têm problemas com os AirPods caindo da orelha, então é bom experimentá-los antes de comprar para ver se eles servem bem em você. Também não indico os AirPods para quem pretende usar os fones durante exercícios físicos de alta intensidade ou para usar em ambientes com muito barulho (em voos, por exemplo).

No Brasil, os AirPods custam R$1.511,10 ou R$1.214,10 à vista nas versões com recarga Qi e sem recarga Qi, respectivamente.

Powerbeats Pro

Lançados em maio desse ano, os Powerbeats Pro são uma versão mais avançada dos Powerbeats originais, totalmente sem fio. Eles seguem um conceito semelhante ao dos AirPods, com um estojo para recarga, mas não existe opção de carregamento sem fio para o estojo. Outra similaridade com os AirPods é a presença do chip H1, trazendo as mesmas vantagens em qualidade de áudio e conexão rápida, além do recurso "E aí, Siri" embutido.

Mas as semelhanças param por aí, já que os Powerbeats Pro contam com design totalmente diferente. Este fone é intra-auricular, vem com três tamanhos diferentes de ponta de silicone, cabendo ao usuário escolher qual se encaixa melhor. Ele também possui uma armação que é encaixada por cima da orelha, fazendo com que fique mais firme e suporte atividades mais intensas, resolvendo também o problema que alguns usuários têm com AirPods caindo da orelha.

A duração de bateria também é bastante diferente, já que os Powerbeats Pro podem aguentar 9 horas de reprodução de música ou podcasts. Uma recarga de apenas cinco minutos no estojo garante cerca de uma hora e meia de uso dos fones.

Eu recomendo os Powerbeats Pro para quem precisa de fones mais robustos para atividades físicas intensas, quer mais duração de bateria e também uma qualidade de áudio superior. Por ser intra-auricular e por conta da armação de suporte, pode ser desconfortável usá-los por longos períodos. Além disso, todo esse tempo extra de bateria vem com o custo do tamanho: o estojo é praticamente três vezes maior que o dos AirPods e definitivamente não pode ser carregado no bolso confortavelmente.

O preço dos Powerbeats Pro no Brasil é de R$1.934,10 à vista e os fones estão disponíveis em 4 opções de cores.

Beats Studio3

Partindo agora para os fones de ouvido maiores, outro membro da família Beats é o Beats Studio. Este é um fone bastante grande, que cobre totalmente as orelhas e conta com cancelamento ativo de ruído. Além desse recurso, ele tem também o chip W1, portanto tem uma excelente integração com outros produtos da Apple e conexão facilitada sem precisar mexer nas configurações de Bluetooth.

O cancelamento de ruído – chamado de Beats Pure ANC – é a principal vantagem do Beats Studio e é bastante eficaz tanto em ambientes como escritórios quanto em voos. É o fone de ouvido que eu utilizo durante voos ou em casa, quando tem algum barulho incomodando. Outra vantagem é que eles podem ser conectados via cabo, o que os torna viáveis para usos profissionais como gravação de podcasts e edição de vídeo, já que a latência do Bluetooth poderia atrapalhar nessas atividades.

A duração de bateria do Beats Studio também é generosa: 22 horas de autonomia com cancelamento de ruído ligado e até 40 horas com ele desligado. O carregamento deles é feito através de um cabo micro-USB.

Por conta do tamanho, esse definitivamente não é o tipo de fone que você vai usar no dia a dia andando por aí, o nome "Studio" é bastante correto, pois estes são fones para usar no estúdio, em casa ou no escritório em situações específicas.

Beats Solo Pro

Este é o mais novo membro da família Beats, lançado nos Estados Unidos semana passada. É uma versão mais avançada do Beats Solo, com o chip H1 e todas as suas vantagens, além do cancelamento de ruído.

Uma novidade do Beats Solo Pro é um novo modo chamado de Transparency. Com ele ligado, o fone permite a entrada de sons externos para que o usuário continue atento ao que acontece ao seu redor. Ele é basicamente o contrário do modo ANC e resolve um problema comum com o uso desse tipo de acessório, pois mesmo com o ANC desligado, o próprio design dos fones já bloqueia boa parte do ruído externo.

A duração de bateria prometida para o Beats Solo Pro é a mesma do Beats Studio: 22 horas com cancelamento de ruído ou Transparency ligados e 40 horas com eles desligados. Além disso, com apenas 10 minutos de carga, os fones garantem 3 horas de uso.

Eu ainda não tive a oportunidade de experimentar esse modelo, mas segundo relatos de conhecidos que já o testaram, eles parecem os fones ideais para quem precisa das vantagens de um fone grande como o Beats Studio, porém com mais conforto para usar em mais situações.

Os novos fones ainda não estão disponíveis no Brasil, mas o preço já foi anunciado: R$2.249,10 à vista. Eles estarão disponíveis em 6 opções de cores.

Linha Beats, "AirPods Pro" e terceiros

A linha de fones da Beats conta com outros produtos não mencionados neste artigo, como o Beats X e as versões mais simples dos fones Pro, Powerbeats e Beats Solo. Essas opções podem ser boas alternativas para quem quer a maioria das vantagens das versões mais caras, gastando bem menos.

Existem também rumores quentes de que a Apple estaria trabalhando em uma versão Pro dos AirPods, para lançamento ainda este ano. Esses novos AirPods contariam com um design intra-auricular, cancelamento de ruído, modo Transparency, além de resistência à água e maior duração de bateria. Sendo assim, se você está de olho nos AirPods ou Powerbeats Pro, talvez não seja uma má ideia esperar um pouco antes de comprá-los.

Também não só de Apple/Beats vive a indústria de fones de ouvido. Existem diversas marcas com diversos modelos de fones de ouvido, como a Bose, Sony, entre outras. Portanto, se nenhuma das opções oferecidas pela Apple te agradou, vale pesquisar as opções dos outros fabricantes.

Sobre o autor

Guilherme Rambo é programador desde os 12 anos. Especialista em engenharia reversa, é conhecido mundialmente por revelar os segredos da Apple antes mesmo dos anúncios da empresa, além de programar para as plataformas da empresa.

Sobre o blog

Dos segredos escondidos nos códigos da Apple às tendências do mundo da tecnologia, o blog Entre Linhas aborda semanalmente os temas mais interessantes e atuais do mercado tecnológico sob o ponto de vista do programador Guilherme Rambo.

Blog Entre Linhas