PUBLICIDADE
Topo

Histórico

O que esperamos ver na WWDC 2020, 1ª conferência 100% virtual da Apple

Guilherme Rambo

29/05/2020 04h00

É chegada aquela época do ano para os que esperam as novidades de software da Apple. A WWDC — conferência da empresa para desenvolvedores — começa no dia 22 de junho e com ela conheceremos o que está por vir no iOS, macOS, tvOS, watchOS e o que mais a empresa estiver guardando na manga.

Uma WWDC diferente

A conferência deste ano já tem novidade antes mesmo de começar, apesar de ser uma novidade obrigatória: ela será completamente virtual, por motivos óbvios. Com isso, vale especular sobre como a Apple abordará a produção da conferência, que nos anos anteriores sempre contou com a presença física dos desenvolvedores, jornalistas e entusiastas.

Eu acredito que o evento principal — a keynote de abertura — seja transmitido ao vivo, talvez até mesmo a partir do Steve Jobs Theater, na sede da empresa, porém sem público, ou apenas com alguns poucos colaboradores, apenas para deixá-lo com mais cara de "ao vivo".

Sobre os conteúdos que são disponibilizados para desenvolvedores, geralmente apresentados por engenheiros da empresa, esses muito provavelmente serão pré-gravados e colocados à disposição no seu site e aplicativo, algo que já foi feito em anos anteriores para conteúdos que não puderam ser colocados na agenda do evento ao vivo.

iOS e iPadOS 14

A principal novidade neste ano será sem dúvida o iOS 14 — sistema operacional dos iPhones — além do iPadOS 14 para os iPads. O anúncio deve ser feito no primeiro dia da conferência, com liberação da primeira versão de teste para desenvolvedores no mesmo dia. Algumas semanas depois, a Apple costuma liberar uma versão de teste para usuários, para então lançar o sistema a todos em meados de setembro.

Para o iOS 14 não são esperadas muitas novidades grandes, até porque a empresa teve que desviar seu foco para alguns recursos emergenciais por conta da pandemia, mas algumas das novidades que já vazaram ou das quais se tem rumores são bastante interessantes.

A primeira delas é de que os sistemas trariam um recurso de tradução nativo, permitindo aos usuários traduzirem conteúdos de páginas na web sem a necessidade de usar outro serviço como Google Tradutor ou Bing. O recurso estaria totalmente integrado no sistema, permitindo seu uso tanto no Safari quanto em apps.

Outra novidade muito esperada e que pode dar as caras na nova versão do sistema é a possibilidade de incluir widgets dos aplicativos juntamente com seus ícones na tela de início. Com o iPadOS 13, parte disso já é possível no iPad, mostrando uma coluna no lado esquerdo da tela com os widgets mais usados, mas no iOS 14 parece que será possível realmente ter widgets junto dos ícones dos apps e até mesmo colocá-los dentro de pastas.

Os wallpapers também devem ficar mais espertos no iOS 14, com a galeria de planos de fundo dividida em diversas categorias, a possibilidade de aplicativos de terceiros fornecerem seus próprios wallpapers, além de opções para criar uma versão borrada do wallpaper — deixando a tela de início mais legível — ou até mesmo a criação de um "degradê inteligente" baseado nas cores do wallpaper escolhido.

Um outro recurso interessante seria algo semelhante aos instant apps do Android, permitindo o acesso a pequenas funcionalidades de aplicativos sem a necessidade de instalá-los no aparelho através da App Store.

Além desses recursos, também são esperadas novidades de realidade aumentada para compra de produtos e alguns recursos de acessibilidade para quem tem problemas auditivos.

watchOS 7

O sistema operacional do Apple Watch chegará a sua sétima versão neste ano. O que se espera do novo sistema é uma forma mais nativa dos desenvolvedores criarem seus apps para o relógio, tornando-o ainda mais independente do iPhone.

Juntamente dessa flexibilização, também são aguardadas novidades na parte de saúde. O Apple Watch ganharia um recurso de oxímetro — medição do nível de oxigenação do sangue. Em tempos de COVID-19, o recurso seria extremamente bem vindo.

Os anéis de atividade no Apple Watch — que mostram as calorias gastas, horas em pé e tempo de exercício — devem ficar mais espertos no watchOS 7, permitindo ao usuário ajustar o que significa cada um deles.

Também estaria para chegar um recurso que permite a pais configurarem um Apple Watch para os filhos nos seus próprios iPhones, assim as crianças podem tirar proveito dos recursos de saúde e comunicação do relógio sem precisarem também de um iPhone. Para impedir distrações na hora da aula, a nova versão do sistema viria com um ajuste para ficar "bloqueado" nos horários da escola.

Mas o recurso mais esperado — há muito tempo — por todos os usuários do relógio é sem dúvida o acompanhamento de sono nativo, que parece estar finalmente chegando no watchOS 7. Existem inúmeros aplicativos de terceiros que permitem fazer esse acompanhamento, mas um app nativo da própria Apple certamente traria alguns recursos exclusivos interessantes.

Demais sistemas

Além das novidades no iOS e do watchOS, são esperadas também algumas novidades para o tvOS e o macOS.

O tvOS 14 poderá ganhar um recurso de treino guiado, integrado ao Apple Watch. O usuário assistiria conteúdos ensinando alguns tipos de exercício na TV ou no iPhone e repetiria os exercícios enquanto utiliza o Apple Watch, vendo o seu progresso em tempo real na tela.

No macOS, a grande novidade pode ser a chegada de um aplicativo do iMessage completamente remodelado, baseado na sua versão para iPad. A versão para Mac dele atualmente deixa bastante a desejar, com vários recursos disponíveis no iOS que não existem na versão para Mac.

Apesar da WWDC deste ano prometer ser um evento diferente — e até com menos novidades — por conta da pandemia, algumas das novidades aguardadas chamam atenção. O evento terá início no dia 22 de junho e durará uma semana, como nas edições anteriores.

Sobre o autor

Guilherme Rambo é programador desde os 12 anos. Especialista em engenharia reversa, é conhecido mundialmente por revelar os segredos da Apple antes mesmo dos anúncios da empresa, além de programar para as plataformas da empresa.

Sobre o blog

Dos segredos escondidos nos códigos da Apple às tendências do mundo da tecnologia, o blog Entre Linhas aborda semanalmente os temas mais interessantes e atuais do mercado tecnológico sob o ponto de vista do programador Guilherme Rambo.